Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
14º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

10/07/2014 18:32 - Atualizado em 10/07/2014 18:42

Laudo descarta problemas mentais em bioquímico que matou esposa e filho

Ênio Carnetti realizou três exames psicológicos até conclusão definitiva do inquérito

Quase dois anos após o crime, o Ministério Público ratificou a tese de que o bioquímico Ênio Luiz Carnetti matou a esposa e o filho de cinco anos em sã consciência, em um condomínio da zona Sul de Porto Alegre. O laudo saiu nesta quinta-feira. Esse é o terceiro exame de sanidade mental realizado pela perícia, e considerado o definitivo no caso. O teste confirmou que Carnetti é uma pessoa normal, sem distúrbios mentais. O laudo chegou às mãos da promotora Lúcia Helena Callegari e já foi anexado ao processo. A promotora, com isso, pediu à Justiça que Carnetti vá a júri popular. A data para o julgamento segue indefinida.

Após o duplo assassinato cometido no bairro Tristeza, o IGP já havia realizado um laudo psiquiátrico que não apontou anormalidades. Em seguida, o bioquímico passou por um segundo teste, não oficial, que apontou problemas mentais. O terceiro laudo ratificou a primeira conclusão.

Carnetti segue detido na ala de apenados com ensino superior do Presídio Central. Ele foi denunciado por homicídio duplamente qualificado. A ex-esposa, Márcia Calixto Carnetti, de 39 anos, e o filho Matheus, de cinco, foram encontrados mortos na casa da família. Após o crime, Carnetti tentou se matar, jogando-se de uma ponte no Guaíba.

Bookmark and Share

Fonte: Lucas Rivas/Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.