Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 10/07/2014
  • 18:49
  • Atualização: 18:50

Polícia interrompe velório de jovem em Caxias do Sul

Motivo é a suspeita de que erro médico tenha causado a morte

  • Comentários
  • Samuel Vettori/Rádio Guaíba

O velório do corpo da gestante Luana de Oliveira Terres, de 17 anos, foi interrompido no início da tarde desta quinta-feira, pela Polícia Civil. O motivo é a suspeita de que um erro médico tenha motivado a morte da jovem. O corpo foi encaminhado ao Departamento Médico Legal (DML) para que servidores do órgão tentem esclarecer a causa do óbito.

A denúncia chegou à Polícia depois de o pai e a irmã da estudante relatarem que no prontuário aparece a informação de que a bexiga da mulher foi cortada durante o parto. O documento também foi entregue ao DML. O bebê nasceu sem nenhum tipo de problema e está com a família dela.

O velório foi interrompido pouco antes das 13h. O nome do médico responsável pelo parto não foi divulgado pela polícia. A delegada Marines Trevisan contou que a ação é preventiva, a fim de evitar uma possível exumação futura. O caso vai ser investigado pela delegada Suely Rech, da Delegacia para a Criança e o Adolescente.

Bookmark and Share