Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 10/07/2014
  • 19:42
  • Atualização: 20:27

Preocupada com barrabravas, PF mantém efetivo reforçado em Uruguaiana

Autoridades acreditam que turistas argentinos com histórico de violência tentem chegar ao País

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

A Polícia Federal (PF) vai manter o efetivo reforçado na fronteira até o término da Copa do Mundo no Brasil. Em especial em Uruguaiana, por onde passaram 22,72% dos estrangeiros que entraram no Rio Grande do Sul para acompanhar o Mundial. Com a Argentina na final da Copa do Mundo, domingo, no Maracanã, a expectativa é que muitos argentinos passem venham ao Estado para acompanhar a partida na Fan Festa, nos bares de Porto Alegre ou até mesmo seguirem viagem até o Rio de Janeiro.

Antes da Copa, as ações já haviam sido intensificadas na região, inclusive com a troca de local do processo imigratório. Devido a melhores condições e aumento de efetivo, o processo de ingresso no Brasil passou a ser feito do lado brasileiro. Durante a "invasão argentina", no jogo contra Nigéria, em Porto Alegre, o número de pontos para realizar a imigração na aduana terrestre chegou a 14, mais do que em aeroportos, por exemplo. A PF informou, porém, que o efetivo mobilizado antes do jogo da Argentina na Capital já foi redistribuído a outras regiões.

De junho a julho, a PF impediu a entrada de 29 barrabravas – torcedores com histórico de violência processados ou condenados por crimes envolvendo o futebol – e deportou outros cinco. Antes e durante a partida da Argentina na Capital a expectativa é de que cerca de 70 mil hermanos tenham ingressado no Estado.

Bookmark and Share