Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 13/07/2014
  • 18:11

Polícia cerca praça e impede saída de manifestantes e jornalistas no Rio

Moradores, para se dirigirem aos seus lares, tinham que apresentar comprovante de residência

  • Comentários
  • Agência Brasil

Policiais militares de diversos batalhões cercaram por três horas grande perímetro da Praça Saens Peña, na Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro. Manifestantes e profissionais de imprensa que cobriam um protesto contra a Copa ficaram impedidos de deixar o local. Somente às 17h40 o local foi liberado.

Várias pessoas que tentaram furar o cerco foram agredidas pelos policiais. Um repórter canadense independente, Jason O'Hara, teve a câmara fotográfica retirada pelos policiais, além de ter sido chutado e derrubado.

De acordo com um dos coordenadores da operação policial, coronel Gaspar, comandante do Batalhão de Cavalaria, o objetivo do cerco era “para garantir a segurança das próprias pessoas”, evitando que grupos deixassem o local e se encontrassem com outros manifestantes.

Os moradores do bairro, para se dirigirem aos seus lares, tinham que apresentar comprovante de residência. Eles eram acompanhados pelos policiais até as suas casas.

Bookmark and Share