Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 16/07/2014
  • 13:21
  • Atualização: 13:34

Audiência sobre morte de Kunzler será dia 24 de julho

Testemunhas serão ouvidas, caso todas estejam presentes

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Foro Regional da Tristeza marcou para o dia 24 de julho a primeira audiência sobre a morte do publicitário Lairson José Kunzler, 68 anos, assassinado na zona Sul de Porto Alegre, em fevereiro deste ano. Dos nove indiciados pela Polícia Civil, apenas dois foram denunciados pelo Ministério Público gaúcho.

Ronaldo Cirne Coelho, que segue preso, e Jaerson Martins de Oliveira, que teve a prisão revogada e está solto. Na audiência de instrução do dia 24, as testemunhas do crime serão ouvidas, e, caso todas estejam presentes, a juíza também vai interrogar os réus.
 
No dia 8 de julho, um dos acusados de participar da morte do publicitário teve negado o pedido de liberdade. A juíza Cláudia Sulzbach, da 1ª Vara Criminal do Foro da Tristeza, alegou que não foram apresentados novos elementos que tornassem possível a mudança de posicionamento em relação à prisão preventiva.

Kunzler foi morto quando chegava em casa no dia 24 de fevereiro em um condomínio na zona Sul da Capital. O publicitário foi seguido por dois criminosos em uma motocicleta desde o bairro Moinhos de Vento, onde havia sacado R$ 44,2 mil de uma agência. O dinheiro, que estava em um malote, foi levado pelos criminosos. Segundo a delegada Áurea Regina, Kunzler foi vítima do crime conhecido como “saidinha de banco”.

Bookmark and Share