Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 17/07/2014
  • 23:51
  • Atualização: 08:34

Queda de avião na Ucrânia matou 298 pessoas

Nacionalidade de 50 passageiros que estavam no voo ainda não foi determinada

Queda de avião na Ucrânia matou 298 pessoas  | Foto: Dominique Faget / AFP / CP

Queda de avião na Ucrânia matou 298 pessoas | Foto: Dominique Faget / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A queda do avião da Malaysia Airlines na Ucrânia matou 154 holandeses, que seguiam de Amsterdã para Kuala Lumpur, informou o vice-presidente do setor europeu da companhia aérea, Huib Gorter "Havia 283 passageiros e 15 membros da tripulação a bordo", declarou Gorter em entrevista coletiva no aeroporto Amsterdã-Schiphol, precisando que a queda matou 154 holandeses, 27 australianos, 23 malaios, 11 indonésios, 6 britânicos, 4 alemães, 4 belgas, 3 filipinos e 1 canadense.

•  Leia mais notícias sobre a queda do voo MH17


Gorter destacou que 50 passageiros que estavam no Boeing-777 ainda não tiveram sua nacionalidade determinada. O executivo não pôde precisar se havia algum francês a bordo. Em Bruxelas, o ministro belga das Relações Exteriores, Didier Reynders, informou que cinco cidadãos da Bélgica estão entre as vítimas. O presidente francês, François Hollande, em visita a Costa do Marfim, revelou que "nesse avião que caiu na Ucrânia por uma causa que desconhecemos, vários franceses poderiam estar nele". 

Boeing 777 da Malaysia Airlines desapareceu das telas dos radares a 10.000 metros de altitude e caiu próximo à cidade ucraniana de Chakhtarsk, na região da fronteira com a Rússia e em uma zona controlada pelos separatistas pró-Moscou. As autoridades de Kiev e os rebeldes separatistas se acusam pelo disparo de um míssil que teria derrubado o aparelho.

O voo MH17 da Malaysian Airlines decolou de Amsterdã com destino a Kuala Lumpur. Os controladores aéreos ucranianos perderam contato com a aeronave às 14h15 GMT (11h45 de Brasília), cerca de quatro horas depois da decolagem e a 50 quilômetros da fronteira entre a Rússia e a Ucrânia.






Bookmark and Share