Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 18/07/2014
  • 09:30
  • Atualização: 09:41

Mais de 120 mil são afetados por paralisação da empresa Trevo

Pelo menos 13 linhas não circulam pela zona Sul de Porto Alegre

Cerca de 13 linhas que atendem a zona Sul foram prejudicadas  | Foto: Tarsila Pereira

Cerca de 13 linhas que atendem a zona Sul foram prejudicadas | Foto: Tarsila Pereira

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Cerca de 120 mil passageiros foram prejudicados na manhã desta sexta-feira por conta da paralisação de 13 linhas de ônibus controladas pela empresa Trevo. O motivo é a paralisação deflagrada por 50 rodoviários que decidiram se mobilizar após a demissão de um colega. Das linhas paradas, pelos menos três delas estão sendo abastecidas temporariamente pela empresa Unibus. São elas 314 – Restinga/Puc; 286 – Belém Novo e 264 – Prado. Segundo a EPTC, ônibus da STS também estão atendendo parcialmente as viagens das linhas da Trevo e as lotações estão autorizadas a transportarem passageiros em pé.

De acordo com o líder do Comando de Greve da categoria, Alceu Weber, o motivo da demissão teria sido uma agressão sofrida por Adailson de Lima Rodrigues, no mês de abril, por um outro colega em frente à empresa. O motorista ficou em licença-saúde até a manhã desta quinta-feira, quando retornou ao trabalho e recebeu a notícia da demissão embora tenha sido vítima da agressão.

Os rodoviários admitem voltar ao trabalho após a recontratação do funcionário que estava de licença junto ao INSS. As negociações entre funcionários e diretores da empresa Trevo já foram iniciadas na sede da companhia.

A empresa divulgou uma nota de esclarecimento à população. Confira na íntegra abaixo:

A empresa Trevo, integrante do Consórcio STS, vem a público esclarecer os fatos que provocam a injusta penalização de 50% dos usuários do transporte coletivo da zona sul de Porto Alegre.

1. Em abril desse ano, dois colaboradores brigaram em frente às instalações da empresa;

2. É política da organização , em situações como essa, desligar por justa causa os protagonistas desse tipo de episódio com o intuito de coibir atitudes violentas;

3. Foi o que aconteceu com um deles naquele momento. O segundo, que estava em regime de benefício da Previdência Social, foi desligado ontem;

4. O Judiciário já concedeu interdito proibitório que foi entregue à Brigada Militar que afirma que só agirá se houver violência;

A empresa lamenta profundamente que o “interesse” de um indivíduo esteja sobrepondo sobre o direito de ir e vir da população da Zona Sul.

Linhas afetadas

• 187 Padre Réus
• 188 Assunção
• 186 Liberal
• 171 Ponta Grossa
• 179 Serraria
• 184 Juca Batista
• 173 Camaquã
• 178 Praia de Belas
• 177 Menino Deus
• 195 TV
• 314 Restinga PUC
• 286 Belém Velho
• 264 Prado

* Com informações do repórter Dico Reis

Bookmark and Share