Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 18/07/2014
  • 11:46
  • Atualização: 12:55

Dilma lamenta morte do escritor João Ubaldo Ribeiro

Membro da Academia Brasileira de Letras foi vítima de embolia pulmonar

Membro da Academia Brasileira de Letras foi vítima de embolia pulmonar | Foto: Paulo Nunes / CP Memória

Membro da Academia Brasileira de Letras foi vítima de embolia pulmonar | Foto: Paulo Nunes / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo e AE

A presidente Dilma Rousseff lamentou, em nota, a morte do escritor João Ubaldo Ribeiro. O escritor morreu na madrugada desta sexta-feira, aos 73 anos, vítima de uma embolia pulmonar em sua casa no Leblon, na zona sul do Rio. Ele era o 7º ocupante da cadeira número 34 da Academia Brasileira de Letras e foi eleito em 7 de outubro de 1993, na sucessão de Carlos Castello Branco.

• ABL decreta três dias de luto por morte de João Ubaldo Ribeiro

"A literatura brasileira perde um grande nome com a morte de João Ubaldo Ribeiro. Neste momento de dor, presto minha solidariedade aos familiares, amigos e leitores", disse a presidente, em nota encaminhada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

João Ubaldo (Osório Pimentel) Ribeiro nasceu em Itaparica, Bahia, em 23 de janeiro de 1941. Dos primeiros meses de idade até cerca de 11 anos, viveu com a família em Sergipe, onde o pai era professor e político. Passou um ano em Lisboa e um ano no Rio de Janeiro para, em seguida, fixar-se em Itaparica, onde viveu aproximadamente sete anos.

Entre 1990 e 1991, Ribeiro morou em Berlim a convite do Instituto Alemão de Intercâmbio (Deutscher Akademischer Austauschdienst - DAAD). No retorno ao Brasil, passou a morar no Rio de Janeiro. Era casado com Berenice de Carvalho Batella Ribeiro, com quem teve dois filhos. Do casamento anterior com Mônica Maria Roters, o escritor teve duas filhas.


Bookmark and Share