Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
14º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

18/07/2014 16:18

Renomado especialista na luta contra Aids estava entre vítimas de voo MH17

Avião da Malaysia Airlines caiu no leste da Ucrânia, provavelmente pelo disparo de um míssil

Joep Lange, um importante especialista da luta contra a Aids, estava no avião da Malaysia Airlines que caiu no leste da Ucrânia, provavelmente pelo disparo de um míssil, informou nesta sexta-feira sua organização em Amsterdã. Lange se dirigia para uma conferência mundial sobre a doença, que começa este fim de semana em Melbourne, na Austrália, assim como o porta-voz da Organização Mundial da Saúde, Glenn Thomas, que também está entre as vítimas.

"É uma perda imensa e estamos muito abalados", afirmou Onno Schellekens, diretor-executivo da Fondation PharmAccess, a ONG fundada por Lange para facilitar o acesso de doentes ou soropositivos à triterapia. "Sua abnegação pelo tratamento do vírus HIV, da Aids e da saúde em geral foi revolucionária", completou Schellekens.

Lange, de 59 anos, tinha cinco filhos e viajava com a esposa. "O que ocorreu é terrível", afirmou à AFP Jaap Goudsmit, outro especialista em Aids e amigo de Lange. "É uma grande perda para o mundo da luta contra a Aids, uma grande perda para a Holanda e uma grande perda para mim", acrescentou, com a voz entrecortada pela emoção.

Nascido em 1954, Joep Lange trabalhou desde 1983 no centro médico universitário de Amsterdã e posteriormente se converteu em uma das referências mundiais na luta contra o vírus. Ele presidiu a Sociedade Internacional sobre a Aids, que organiza a conferência de Melbourne, entre 2002 e 2004.

Em Genebra, o encarregado do serviço de comunicação da OMS, Gregory Hartl, reportou também nesta sexta-feira a morte de um dos porta-vozes da organização, Glenn Thomas. A OMS lamentou a perda de "um dos nossos colegas" na tragédia aérea, quando se dirigia à conferência sobre a Aids na Austrália, afirmou em declarações à imprensa. Glenn Thomas foi jornalista da BBC e era um apaixonado por temas de "saúde pública", acrescentou.

Bookmark and Share

Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.