Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 18/07/2014
  • 18:54

Cai para menos de 3 mil número de atingidos pelas chuvas no RS

Maioria está na Fronteira Oeste, que recebe neste sábado visita da presidente Dilma

  • Comentários
  • Ananda Müller/Rádio Guaíba

O último balanço da Defesa Civil Estadual apresentou redução no número de desabrigados e desalojados pelas chuvas do mês de julho no Rio Grande do Sul. Pela manhã, 4.428 pessoas ainda permaneciam fora de casa. Na contagem das 18h, esse índice caiu para 2.950. Quase a totalidade dessas pessoas está concentrada na Fronteira Oeste, principalmente em Uruguaiana, cidade que amanhã recebe a visita da presidente Dilma Rousseff. A chefe de Estado cumpre agenda no Rio Grande do Sul e deve sobrevoar a área atingida pela cheia do rio Uruguai, que segue acima do nível normal, impedindo o retorno total das famílias para as residências de origem mesmo com a volta do tempo firme.

Entre as alternativas para auxiliar na reconstrução desses municípios está a liberação de R$ 14 milhões por parte do governo federal para ações de resposta imediata, como o custeio de aluguel social para cerca de 600 famílias em Uruguaiana, onde estão 2.358 dos desalojados e desabrigados. Além disso, kits de alimentação, limpeza, higiene e dormitório já foram destinados para os atingidos pelas chuvas. Na próxima segunda-feira o consulado alemão no Rio Grande do Sul também repassa R$ 100 mil em donativos para auxiliar os moradores afetados pelo mau tempo.

Além da diminuição nos números da população atingida, três cidades foram retiradas da listagem de municípios em situação de emergência: Vera Cruz, Santa Cruz do Sul e Vale do Sol decretaram situação de emergência mas não se enquadraram nos requisitos básicos para que a Defesa Civil aprove o pedido. Desse modo, de 141 o número de cidades em emergência baixou para 138. As cidades afetadas pelas chuvas, mesmo que sem prejuízos expressivos, seguem sendo 168.

Bookmark and Share