Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 23/07/2014
  • 15:03
  • Atualização: 15:05

Vítimas retiradas de escombros de prédio em Aracaju recebem alta

Casal e a filha mais velha sobreviveram ao desabamento

  • Comentários
  • Agência Brasil

As três vítimas que sobreviveram com o desabamento de um prédio, no bairro Coroa do Meio, em Aracaju, receberam alta do Hospital de Urgência de Sergipe, informou nesta quarta-feira a assessoria da instituição. O bebê de 11 meses retirado dos escombros sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu a caminho do hospital.

As quatro pessoas foram retiradas dos escombros com vida por volta do meio-dia de domingo, após passar mais de 30 horas soterradas. O edifício de quatro andares, ainda em construção, desabou na madrugada de sábado, quando uma forte chuva atingia a cidade. O pai trabalhava na obra e passava a noite no local com a mulher e os dois filhos.

De acordo com o hospital, Vanice de Jesus, de 31 anos, e Josevaldo da Silva, de 24, deixaram o hospital na manhã de hoje. Eles foram conduzidos até a casa de parentes nos bairros Santos Dumont e Jabotiana, pela equipe do Serviço de Remoção Inter-Hospitalar Assistida.

Segundo a equipe médica, os dois apresentavam quadro clínico estável. Durante os três dias de internamento, o casal passou por exames clínicos e de imagem e tratamento de soroterapia. Além dos cuidados clínicos, os pacientes receberam assistência psicológica, da assistência social e nutricional.

A filha do casal, de 8 anos, recebeu alta médica na tarde desta terça-feira. De acordo com a equipe médica que acompanhava a criança, o quadro clínico foi considerado estável, o que possibilitou a alta médica, após 48 horas de internação.

A criança seguiu com a tia para casa de parentes. O hospital encaminhará a menina para a continuidade do acompanhamento psicológico ambulatorial, assim como os pais.

O prédio residencial que caiu seria entregue aos proprietários e locatários dentro de dois meses. Segundo o Corpo de Bombeiros, a causa do desabamento será investigada e o laudo deverá ficar pronto em até 30 dias.

Bookmark and Share