Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 24/07/2014
  • 22:08

Assinado contrato que garante GPS nos táxis da Capital a partir de outubro

Republicação do edital e recurso de empresa perdedora atrasaram o processo

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e a Show Tecnologia do Brasil Ltda, da Paraíba, vencedora da licitação, assinaram, nesta quinta-feira, o contrato de até cinco anos para que a frota de táxis da Capital seja equipada com monitoramento via GPS, a partir de outubro. Em maio, o processo atrasou quase um mês, em função da necessidade de republicação do edital. No mês seguinte, a EPTC oficializou o resultado do pregão, que teve 11 interessadas, mas uma das empresas recorreu, postergando a assinatura do contrato em mais um mês.

“Com o rastreamento 24 horas poderemos mapear onde há falta ou excesso de táxi e redistribuir os veículos em mais pontos da cidade. Outro quesito importante é a segurança. Para o taxista e usuários é possível acionar um botão de pânico em caso de risco”, explica o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari.

O contrato define custo para o serviço de até R$ 70 mensais por veículo, arcados pelo permissionário, o equivalente a um total de cerca de R$ 275 mil. Além de disponibilizar o equipamento, a empresa deve realizar a manutenção do serviço e a transmissão de dados à central da EPTC.

Após um ano de instalação do sistema de GPS, a EPTC pretende realizar um estudo para verificar a necessidade ou não de ampliação da frota, com a possibilidade de criar novos prefixos, se necessário. Atualmente, a frota de táxi de Porto Alegre soma 3.921 veículos.

Bookmark and Share


TAGS » Porto Alegre, Táxis, GPS