Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 24/07/2014
  • 22:13
  • Atualização: 22:20

BM fiscaliza coletivos após paralisação de linhas da Carris

Ação ocorre um dia depois de funcionários não tirarem ônibus das garagens

  • Comentários
  • Eduardo Paganella / Rádio Guaíba

A Brigada Militar deu início, no fim da tarde desta quinta-feira, à segunda edição da operação Transporte Seguro Especial, para combater ataques a ônibus, táxis e lotações em Porto Alegre. A ação ocorre em regiões onde os assaltos são mais constantes. Conforme o comandante da Companhia Operacional do 11º Batalhão da Polícia Militar, major Sérgio Rocha, em função da chuva, os policiais não estão pedindo para as pessoas saírem dos veículos, mas entrando nos ônibus para abordarem pessoas consideradas suspeitas. Fazem parte da ação cerca de 150 PMs dos seis batalhões da Polícia Militar de Porto Alegre, além de agentes do Batalhão de Operações Especiais (BOE). Até o momento, não há registro de prisões e apreensões.

A ação ocorre após a terceira paralisação de trabalhadores das linhas T3 e T4 da empresa Carris em cerca de 40 dias, na tarde dessa quarta-feira. Os funcionários decidiram cruzar os braços entre 12h e 17h, para protestar contra os assaltos. Os ônibus voltaram a circular após a assembleia dos trabalhadores. Conforme a Carris, a linha T4 já sofreu 29 assaltos e a linha T3, outros três assaltos desde o início do ano. No dia 29 de julho, uma reunião entre representantes da Brigada Militar e dos rodoviários deve ser realizada para avaliar os efeitos das medidas adotadas pela polícia.

Bookmark and Share