Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

  • 25/07/2014
  • 10:01
  • Atualização: 10:16

Palestinos convocam mobilização na Cisjordânia contra a operação em Gaza

Forças de segurança israelenses continuam em estado de alerta

  • Comentários
  • AFP

Os movimentos palestinos convocaram nesta sexta-feira um "Dia da Ira" na Cisjordânia com manifestações contra a operação militar de Israel em Gaza. As forças de segurança israelenses continuam em estado de alerta por ocasião dessa sexta-feira do Ramadã, quando também se celebra o Dia de Jerusalém, instaurado em 1979 pelo aiatolá Khomeini para recordar aos muçulmanos "seu dever de resistência para libertar Jerusalém da ocupação".

Os agentes vigiam o setor antigo de Jerusalém Oriental, onde 39 manifestantes já foram presos e 27 policiais sofreram ferimentos leves. O acesso à Esplanada das Mesquitas foi proibido a homens com menos 50 anos para a tradicional oração das sextas-feiras. O conflito em Gaza ameaça se estender para a Cisjordânia ocupada, onde confrontos entre palestinos e forças de segurança israelenses deixaram um morto nessa quinta-feira à noite.

Pelo menos um palestino morreu e cinco ficaram feridos atingidos por tiros disparados por israelenses em Qalandia, posto militar de Israel que controla a entrada em Jerusalém. Os confrontos ocorreram quando mais de 10 mil manifestantes tentavam se reunir na cidade sagrada para a Noite do Destino (Lailat al-Qadr), um dos eventos do mês do Ramadã.

Bookmark and Share