Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 26/07/2014
  • 11:35
  • Atualização: 11:36

Jihadistas matam ao menos 85 soldados em 48 horas no norte da Síria

Este é o primeiro confronto desta magnitude entre o EI e o regime

Este é o primeiro confronto desta magnitude entre o EI e o regime | Foto: Amr Radwan Al-Homsi / AFP / CP

Este é o primeiro confronto desta magnitude entre o EI e o regime | Foto: Amr Radwan Al-Homsi / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Ao menos 85 soldados morreram nas últimas 48 horas em combates entre o exército sírio e jihadistas do Estado Islâmico (EI) que avançaram na província de Raqa, no norte da Síria, anunciou uma ONG opositora. Não se sabe o que ocorreu com outros 200 soldados, acrescentou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), com sede na Grã-Bretanha. O exército se retirou na noite de sexta-feira e os combates foram suspensos, afirmou.

Segundo o OSDH, os soldados se retiraram da base da Divisão 17, situada no norte da cidade de Raqa, nesta província
considerada o principal reduto do EI na Síria. Ao menos 28 insurgentes morreram nos combates, estimou a ONG.

Do total de 85, ao menos 50 soldados sírios morreram na sexta-feira em uma emboscada dos jihadistas, quando os militares realizavam uma retirada tática desta posição na província de Raqa (norte), palco desde quinta-feira de combates com uma violência sem precedentes entre os dois grupos. Este é o primeiro confronto desta magnitude entre o EI e o regime. Antes as forças do regime e o EI se evitavam.

Bookmark and Share