Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 27/07/2014
  • 10:01
  • Atualização: 10:11

Policiais de Holanda e Austrália cancelam visita a local onde avião caiu

Voo MH17 foi derrubado por míssel na Ucrânia

Voo MH17 foi derrubado por míssel na Ucrânia | Foto: Yuri Lashov / AFP / CP

Voo MH17 foi derrubado por míssel na Ucrânia | Foto: Yuri Lashov / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Policiais não armados holandeses e australianos que planejavam se dirigir neste domingo ao local da queda do avião malaio derrubado no leste da Ucrânia cancelaram a visita devido aos combates, indicou um funcionário da OSCE. "Continuam ocorrendo combates. Não podemos nos arriscar. As condições de segurança em direção ao local e no próprio local são inaceitáveis para uma missão de observadores não armados", declarou o vice-diretor da missão especial na Ucrânia da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), Alexander Hug.
Ele acrescentou que a missão tentará se dirigir ao local novamente amanhã.

Leia mais notícias sobre a queda do voo MH17

Em Haia, as autoridades holandesas confirmaram que sua equipe permanecerá em Donetsk, reduto dos insurgentes a 65 quilômetros do local da catástrofe, em vez de se deslocar ao local do impacto. "Devido aos combates na zona, a situação continua sendo muito instável para trabalhar na zona na qual o avião caiu", indicou o ministério da justiça holandesa.

Vários tiros de artilharia foram ouvidos neste domingo a um quilômetro do local onde na semana passada um avião da Malaysia Airlines foi derrubado, em uma região do leste da Ucrânia controlada por separatistas pró-russos.  Era possível observar na região muita fumaça e pessoas fugindo enquanto os rebeldes abandonavam um de seus postos de controle.






Bookmark and Share