Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

  • 28/07/2014
  • 17:46
  • Atualização: 17:51

Trevo mantém demissão e rodoviários podem voltar a parar na Capital

Alternativas sugeridas pelo MPT para apaziguar o conflito não foram aceitas pela empresa

Trevo mantém demissão e rodoviários podem voltar a parar na Capital | Foto: André Ávila

Trevo mantém demissão e rodoviários podem voltar a parar na Capital | Foto: André Ávila

  • Comentários
  • Samantha Klein/Rádio Guaíba

Um grupo de rodoviários vai se reunir, no fim da tarde desta segunda-feira, para definir as próximas ações depois que a Empresa Trevo manteve a demissão por justa causa de um dos funcionários do quadro. Há possibilidade de novas paralisações dos coletivos que atendem a Zona Sul de Porto Alegre. O Ministério Público do Trabalho (MPT) havia sugerido duas alternativas para apaziguar o conflito entre os trabalhadores e a companhia de transporte público, mas nenhuma delas foi acatada pela concessionária.

Linhas de ônibus da empresa Trevo não circulam por Porto Alegre

A procuradora do trabalho Sheila Dalpino sugeriu à companhia cancelar a demissão de Adaílson de Lima Rodrigues por justa causa, transformando a dispensa em uma ação regular, com o pagamento dos direitos trabalhistas. Outra sugestão era a readmissão do rodoviário e a instalação de um processo administrativo para investigar as causas de uma agressão entre colegas. A empresa fala que o desligamento ocorreu por causa da briga, enquanto os rodoviários garantem que o trabalhador foi vítima.
Bookmark and Share