Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
14º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

28/07/2014 21:14 - Atualizado em 29/07/2014 01:23

Em ataque, Israel mata 26 palestinos, incluindo mulheres e crianças

Ofensiva na Faixa de Gaza foi intensificada na madrugada desta terça-feira

Em ataque, Israel mata 13 palestinos, incluindo mulheres e crianças<br /><b>Crédito: </b> Mahmud Hams / AFP / CP
Em ataque, Israel mata 13 palestinos, incluindo mulheres e crianças
Crédito: Mahmud Hams / AFP / CP
Em ataque, Israel mata 13 palestinos, incluindo mulheres e crianças
Crédito: Mahmud Hams / AFP / CP

Os ataques de Israel contra a Faixa de Gaza mataram vinte e seis palestinos nas primeiras horas desta terça-feira, incluindo nove mulheres e quatro crianças, após uma segunda-feira particularmente sangrenta no conflito com o movimento islâmico Hamas.  "Sete pessoas, sendo cinco mulheres e uma criança, foram mortas em um bombardeio que destruiu um prédio de três andares em Rafah", no sul da Faixa de Gaza, informou nesta terça-feira Ashraf al-Qudra, porta-voz dos serviços de emergência.

• Dilma vê “massacre” em Gaza
• Primeiro-ministro pede para Israel se preparar para “longa campanha” em Gaza

No campo de refugiados de Bureij, no centro da Faixa de Gaza, disparos da artilharia de Israel mataram mais onze palestinos, “incluindo três crianças e duas mulheres, e outras 15 pessoas ficaram feridas” na manhã de terça, segundo Al-Qudra, que não precisou onde ocorreram as mortes. 

Na segunda-feira, outros cinco palestinos morreram em um bombardeio israelense contra Khan Yunis, no Sul da Faixa de Gaza, segundo Ashraf al-Qudra. O bombardeio atingiu os arredores da Universidade Islâmica, e entre os cinco mortos há quatro membros de uma mesma família. O ataque também deixou 20 feridos.

Israel intensificou seus ataques na madrugada desta terça-feira contra a cidade de Gaza, especialmente sobre o bairro da Universidade Islâmica, de acordo com a agência de notícias AFP. Por volta das 19h15min (13h15min de Brasília), Israel conclamou a população civil a abandonar certas zonas da cidade de Gaza "imediatamente", antecipando os bombardeios.

Durante a segunda-feira, 47 corpos deram entrada nos necrotérios da Faixa de Gaza: 31 palestinos mortos nos bombardeios desta segunda e 12 retirados de escombros. Outros quatro palestinos faleceram no hospital após seu resgate de escombros.

1.047 vidas perdidas

Desde o início da ofensiva de Israel, há 22 dias, os bombardeios contra a Faixa de Gaza já mataram 1.104 palestinos - mais de 70% civis - e deixaram cerca de 6.200 feridos. Israel também sofreu baixas na segunda-feira. Quatro militares – tripulantes de tanque – foram mortos por um tiro de morteiro ao longo da fronteira com a Faixa de Gaza, e outro soldado caiu em combate no território palestino.

No total, o Exército hebreu já perdeu 48 soldados, o maior número de baixas desde a guerra contra o Hezbollah libanês, em 2006. Três civis israelenses foram mortos por disparos de foguetes da Faixa de Gaza.


Confira galeria de fotos :






Bookmark and Share

Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.