Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

  • 06/08/2014
  • 13:51
  • Atualização: 13:54

Policiais de UPP são acusados de estupro no Rio de Janeiro

Três mulheres denunciaram crime que teria acontecido na madrugada de terça-feira

  • Comentários
  • AE

Quatro policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Jacarezinho, comunidade da zona norte do Rio de Janeiro, foram presos em flagrante pelo estupro de três mulheres na madrugada de terça, dia em que uma das vítimas completou 16 anos. Outros dois militares foram presos administrativamente por 72 horas pela PM. As informações são do jornal Extra.

Segundo a publicação, as três mulheres (de 16, 18 e 35 anos) contaram à polícia em depoimento que foram até o Jacarezinho para "resgatar" a irmã da mais velha, que seria usuária de crack. Não conseguiram e foram visitar uma amiga; na casa, foram surpreendidas por um grupo de seis PMs fardados, que teriam perguntado por drogas e as agredido.

Elas contaram ter sido levadas para um barraco e estupradas por pelo menos três dos PMs, por cerca de 20 minutos.  O caso está sendo investigado pela 25ª Delegacia de Polícia (Engenho Novo). Mais de 30 PMs da UPP do Jacarezinho foram levados nesta terça-feira à delegacia para prestar depoimento. Um deles teria sido reconhecido por duas das vítimas.

Em nota, a PM informou que "está colaborando ao máximo para a apuração da gravíssima denúncia. Se for comprovado o envolvimento de policiais militares em um caso de violência sexual contra três mulheres, as medidas adotadas serão rigorosas, incluindo prisão e possível expulsão". "O comando da PM lamenta o episódio e repudia este crime bárbaro, ressaltando que em nada condiz com o comportamento que se espera de um policial", concluiu em nota.

A Polícia Civil informou que a investigação está em andamento, foi realizada perícia no local e o delegado responsável pelo caso, Niandro Ferreira, ainda aguarda resultado dos laudos.


Bookmark and Share