Porto Alegre, quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

  • 08/08/2014
  • 18:40
  • Atualização: 18:42

Cooperativas terão 20 dias para provar qualidade do leite

Representantes da Piá e Santa Clara se reuniram com o Ministério Público do RS nesta sexta-feira

  • Comentários
  • Samuel Vettori/Rádio Guaíba

Representantes das duas cooperativas que tiveram leite condenado pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) ganharam prazo de 20 dias para provar o que dizem desde a divulgação dos testes pelo órgão federal: que não há contaminação. O encontro ocorreu nesta sexta-feira na sede do Ministério Público do Estado. Foram ouvidos dirigentes da Piá e da Santa Clara.

• MP ouvirá Piá e Santa Clara sobre suposta fraude no leite
• Piá vai recolher leite com traços de álcool da casa de consumidores
• Presença de álcool no leite leva Ministério a recolher lotes da marca Piá no RS
• Mais uma cooperativa é denunciada por álcool etílico no leite

As reuniões foram conduzidas pelo promotor Alcindo Bastos. Ao fim da sessão, ele disse que a tendência é a resolução do caso por meio de um acordo extrajudicial, como a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta, caso seja necessário. Laudo do Mapa atestou que havia álcool etílico adicionado ao leite cru das duas cooperativas. Ambas reclamaram dos resultados dos testes. A Piá apresentou exames atestando a qualidade do leite. A Santa Clara reiterou que, diariamente, são realizadas mais de 6 mil análises e reclamou da forma como os testes foram feitos, alegando que a demora para a realização, por parte do órgão federal, compromete as amostras.

A Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) garante que o leite UHT integral da Piá, identificado com suposta adição de álcool etílico, já foi recolhido pela cooperativa. Já os produtos da Santa Clara não chegaram ao mercado.

Preço do leite caiu depois da operação Leite Compen$ado, mas voltou a subir

O preço do leite teve aumento acumulado de 30% nos últimos dois anos, de junho de 2012 a junho deste ano. Depois da operação Leite Compen$ado, houve uma queda no valor do litro. A primeira fase da ação do Ministério Público foi deflagrada em fevereiro do ano passado. A inflação no preço do leite, medida de junho de 2013 a junho deste ano, foi negativa: -6%. O preço, no entanto, começou a sumir novamente. De janeiro a junho de 2014, o acumulado é de 9%, mais que o dobro da inflação, que foi de 4%. As informações foram fornecidas pelo Centro de Estudos e Pesquisas Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Iepe/UFRGS).

Bookmark and Share