Porto Alegre, sábado, 22 de Novembro de 2014

  • 13/08/2014
  • 22:10
  • Atualização: 07:32

Ex-presidentes e entidades lamentam a morte de Eduardo Campos

Lula, FCH e Sarney se manifestaram sobre a tragédia envolvendo o candidato à Presidência

Eduardo Campos era candidato do PSB à Presidência da República | Foto: Arte de Gilmar Vaz sobre foto de Fábio Pozzebom / Agência Brasil / CP

Eduardo Campos era candidato do PSB à Presidência da República | Foto: Arte de Gilmar Vaz sobre foto de Fábio Pozzebom / Agência Brasil / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

O Brasil está de luto. A morte do candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, fez adversários políticos, autoridades das mais diferentes áreas, unirem-se em confortar os familiares e amigos de Eduardo Campos e das outras seis vítimas que perderam a vida no acidente com o avião em que o candidato e sua comitiva estavam. A aeronave caiu numa bairro residencial de Santos, na manhã desta quarta-feira.

Na última terça-feira, Eduardo Campos teve um encontro com o arcebispo Dom Orani, no Rio de Janeiro. Foi um dos últimos compromissos de campanha de Eduardo Campos. Após a reunião na terça-feira, Campos disse que o encontro foi “uma conversa muito boa sobre ideias de como melhorar o Brasil e fazer o país voltar a crescer, gerar renda, oportunidade de trabalho, conter a inflação”, além da violência urbana e rural e a necessidade de um pacto em defesa da vida. Ele também defendeu mais recursos da União para segurança pública.

• Encontrada caixa-preta do avião em que estava Eduardo Campos
"Brasil perde uma grande liderança com um futuro promissor", diz Dilma
"Guardarei a imagem de Eduardo cheio de alegrias e sonhos", diz Marina Silva

"Surpreso pela notícia, compartilho com todos a dor dos familiares e amigos. Conversamos ontem sobre planos e sonhos que ele tinha para o país. Lamento a sua morte neste tempo e nesta circunstância e saúdo com carinho aos familiares e amigos rezando para que a confiança na vida eterna console a todos", disse dom Orani Tempesta.

O presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal dom Raymundo Damasceno Assis, também se manifestou sobre a tragédia. “Esse acontecimento trágico torna mais pobre o cenário político do país, pois ceifou a vida de um homem público, cristão autêntico, esposo e pai exemplar, que fez da política uma missão, um serviço à sociedade brasileira' e,por esse chamado, conforme afirmou em visita ao presidente da CNBB, candidatou-se à Presidência da República”, diz a nota. O cardeal diz ainda que irá “elevar preces pelo descanso eterno de Eduardo e das outras vítimas, pelo conforto de todos os que sofrem com essa irreparável perda”.

Entidades lamentam morte de Campos

Manifestações de pesar pela morte de Eduardo Campos partiram também de entidades que atuam em diversos setores. Em nota, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) destacou que Campos foi um grande aliado na defesa dos direitos de crianças e adolescentes no Brasil. “Ao longo de sua trajetória como gestor público, demonstrou compromisso exemplar com a infância e adolescência, compreendendo a urgência e a necessidade de fazer com que os avanços conquistados nesse campo fossem uma realidade para cada criança”, destacou o Unicef.

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) também se referiu a Eduardo Campos como um amigo e apoiador da luta pela terra e pela reforma agrária. Em nota, o movimento destacou que Campos “agiu com ousadia e coragem a favor da luta dos sem-terra contra o latifúndio pernambucano, desapropriando áreas históricas reivindicadas pelo MST”.

Lula FHC e Sarney se manifestam sobre a tragédia

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Henrique Cardoso e José Sarney também lamentaram a morte do candidato do PSB à Presidência da República.

“O país perde um homem público de rara e extraordinária qualidade. Tive a alegria de contar com sua inteligência e dedicação nos anos em que foi nosso ministro da Ciência e Tecnologia. Ao longo de toda sua vida, Eduardo lutou para tornar o Brasil um país mais justo e digno”, disse o ex-presidente Lula.

Em nota divulgada pelo Instituto Lula, o ex-presidente presta solidariedade às famílias da equipe de Campos e dos tripulantes que também morreram no acidente. “Neste momento de dor, eu e Marisa nos solidarizamos com sua mãe, Ana Arraes, sua esposa, Renata, seus filhos e toda a sua família, amigos e companheiros. Também prestamos solidariedade às famílias dos integrantes da sua equipe e dos tripulantes que falecerem nesse terrível acidente.”

Em sua conta no Facebook, Fernando Henrique Cardoso lamentou a morte de Eduardo Campos e solidarizou-se com os parentes dele e das demais vítimas do acidente. “Não há palavras que amenizem as perdas. Ainda assim, expresso minhas condolências, meus sentimentos de tristeza e de pesar .

Em nota, o ex-presidente José Sarney disse que o país perdeu uma de suas maiores esperanças políticas.  “A morte é um fenômeno transcendental. Supera todos os sentimentos. Deus é testemunha da minha emoção, do meu pesar e do quanto estou chocado com o falecimento de Eduardo Campos, a quem conheci ainda jovem, despontando como um grande talento. O Brasil perdeu uma de suas maiores esperanças políticas”, declarou.

Confira a galeria de fotos:





Bookmark and Share