Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 14/08/2014
  • 11:47
  • Atualização: 12:05

Batalhão de jornalistas se reúne em frente à casa de Campos

Amigos, correligionários e políticos prestaram solidariedade à família

  • Comentários
  • Gabriel Jacobsen / Rádio Guaíba e AE

Um batalhão de jornalistas - cerca de 50 - está reunido nesta quinta-feira em frente à casa de Eduardo Campos em Recife. Desde o início da manhã, a movimentação é intensa na residência que fica na zona Norte da capital pernambucana. Amigos, familiares, correligionários e personalidades políticas já passaram pelo local para prestar solidariedade à família - o candidato à Presidência pelo PSB, morto em acidente aéreo nessa quarta, deixa mulher e cinco filhos. 

Governo de PE inicia preparativos para funeral

O governo de Pernambuco já deu início aos preparativos do funeral de Eduardo Campos. Assim que o traslado dos corpos de Campos e de seus assessores for concluído, haverá um velório na calçada do Palácio Campo das Princesas e uma missa campal será celebrada pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido.

O velório de Campos ocorrerá junto com o assessor de imprensa, Carlos Percol, e de Alexandre Severo, fotógrafo oficial da campanha, também mortos no acidente de ontem. O ex-deputado federal e um dos coordenadores de campanha, Pedro Valadares Neto, deve ser velado em Sergipe. Já o corpo de Marcelo Lyra, cinegrafista oficial da campanha, deve seguir para Maceió (AL).

Orações


Renata Campos, viúva do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, pediu aos brasileiros que se unam em
orações pelo marido. Ela agradeceu ainda a toda as mensagens de solidariedade que chegaram à família. O recado foi transmitido pelo prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB). Renata e Campos tiveram cinco filhos. Foi informado ainda que a família não vai se deslocar para São Paulo, para acompanhar a identificação do corpo do ex-governador.

O velório de Campos ocorrerá no Palácio Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco. Não se sabe ainda quando será, pois depende da liberação dos restos mortais do ex-governador pelo Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo.




Bookmark and Share