Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 14/08/2014
  • 18:58
  • Atualização: 19:50

Multas por lixo irregular ainda não foram pagas, quatro meses depois de vigência da lei

DMLU de Porto Alegre estima que infrações comecem a ser depositadas em três semanas

DMLU de Porto Alegre estima que infrações comecem a ser depositadas em três semanas | Foto: Cristine Rochol / PMPA / CP

DMLU de Porto Alegre estima que infrações comecem a ser depositadas em três semanas | Foto: Cristine Rochol / PMPA / CP

  • Comentários
  • Samuel Vettori/Rádio Guaíba

Quatro meses depois de começar a vigorar o novo Código Municipal de Limpeza Urbana, nenhuma multa foi paga. As penalizações começaram a ser impostas em abril. Até agora, foram 377 autos de infração. O Diretor do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), André Carús, explicou que em função dos prazos e do direito à defesa há demora na entrada de valores nos cofres públicos.

Carús estima que em três semanas comecem as primeiras execuções. Só a partir de então, é que os valores devem começar a entrar. Desde abril, além das quase 400 multas aplicadas, os agentes do DMLU realizaram quase 2,5 mil abordagens a pessoas. No período, foram recebidas 2.195 denúncias de descarte irregular pelo telefone 156.

De acordo com a Prefeitura, cerca 70% das demandas da população foram atendidas e as demais estão sendo trabalhadas. Carús ressaltou que a ideia não é arrecadar, mas sim contribuir para que a conscientização do descarte correto do lixo.

O departamento começou nesta quarta-feira novas ações de orientação e fiscalização sobre o código na região Nordeste, que abrange os bairros Cristo Redentor, Passo d’Areia, Higienópolis, Protásio Alves e Lindóia, por exemplo. A meta é atingir toda a cidade até o fim do ano.

Bookmark and Share