Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

  • 16/08/2014
  • 19:38

Prédio dos anos 1940 deve ser restaurado em Esteio

Imóvel está abandonado em uma área de 11 mil metros quadrados

Prédio dos anos 1940 deve ser restaurado em Esteio | Foto: Laira de Souza Sampaio / Especial / CP

Prédio dos anos 1940 deve ser restaurado em Esteio | Foto: Laira de Souza Sampaio / Especial / CP

  • Comentários
  • Laira de Souza Sampaio / Correio do Povo

A Câmara de Vereadores de Esteio entregou ao Executivo municipal, um Pedido de Providência referente ao antigo Seminário Claretiano. O imóvel fica no bairro Clarete, em uma área de 11 mil metros quadrados, com 6.454 metros quadrados construídos, e está abandonado. Inaugurado em 1943, as atividades no local foram suspensas em 1990 e, de lá para cá, os prédios foram saqueados, invadidos e passaram por dois incêndios. Atualmente, só as paredes resistem, e o mato toma conta do terreno.

O pedido dos parlamentares surgiu a partir de uma decisão 3a Vara Civil de Esteio, que condenou a empresa contratada em 2003 pelo município para reformar o espaço, a ressarcir aos cofres públicos em R$ 453 mil, já que as obras não foram realizadas. O valor será pago em 18 parcelas, até 2016, em prestações de R$ 25.217,00. O propositor do pedido, vereador Marcelo Kohlerausch, explica que a intenção é de que os recursos sejam investidos no seminário. “O Seminário Claretiano é um prédio público, com valor histórico para município e poderia abrigar espaços culturais e sociais em benefício da população.”

Mas a questão não deverá ser problema, já que a secretária municipal de Arte e Cultura, Ângela Ruas, afirma que os valores serão investidos “exclusivamente” no local. Conforme Angela, já existe projeto para o restauro no valor de R$ 134.157,89 e, em breve, será concluída a licitação. No dia 9 de setembro deve ocorrer a tomada de preços. A intenção é transferir para o espaço a Secretaria de Segurança e projetos sociais e culturais. O prédio também deverá abrigar o Museu Histórico de Esteio.

Apesar do visível abandono dos prédios e a presença de pessoas circulando pelo terreno, a secretária garante que há manutenção do local. “O restauro já foi iniciado. A área está cercada, possui iluminação, ronda e segurança.” Porém, admite que pessoas não autorizadas entram no local. O prédio foi tombado pelo município em 2000.

Bookmark and Share


TAGS » Geral, Esteio