Porto Alegre, quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

  • 18/08/2014
  • 20:52
  • Atualização: 20:55

Porto Alegre é a 3ª capital com melhor sinalização para ciclistas e pedestres

Levantamento da ONG Mobilize Brasil ouviu mais de cem ciclistas em 13 capitais

Conforme o levantamento, a qualidade da sinalização está entre as três melhores do País | Foto: Paulo Nunes

Conforme o levantamento, a qualidade da sinalização está entre as três melhores do País | Foto: Paulo Nunes

  • Comentários
  • Correio do Povo

Porto Alegre é a terceira capital brasileira em qualidade de sinalização para o trânsito de ciclistas, pedestres e usuários de transporte coletivo — recebeu nota 4,2 —, ficando atrás de Curitiba (5,4) e Rio (4,6). O levantamento foi feito pela organização não governamental (ONG) Mobilize Brasil, que ouviu 123 ciclistas, 128 pedestres e 121 usuários de transporte coletivo em cada uma das 13 capitais e 12 cidades pesquisadas. Conforme o coordenador da campanha Sinalize!, Eduardo Dias, as cidades brasileiras têm 90% dos sinais de trânsito voltados apenas aos motoristas. Pedestres e ciclistas “ganham” sinalização apenas nas áreas de conflito com o tráfego de carros.

“Queremos chamar a atenção das prefeituras para os pedestres, ciclistas e usuários de transporte coletivo, que são mal orientados”, reconheceu. Para Dias, investir no transporte coletivo deveria ser a meta dos governos que, desde os anos 1950, preferem o carro particular. “O reflexo disso está na sinalização. As pessoas precisam buscar informações, porque não há placas informando horários de ônibus, trajeto ou lugares de paradas”, disse o coordenador.

A sinalização em Porto Alegre, conforme a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), está adequada às necessidades tanto do motorista quanto do ciclista. O presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, lembrou que a cidade passou a sinalizar as ciclovias e que haverá acréscimo com a entrada dos BRTs (Bus Rapid Transit) em funcionamento.

“Estamos num processo acelerado na mudança da sinalização com a introdução das ciclovias”, disse. O cicloativista Yuri Machado, no entanto, afirma que os departamentos de trânsito, de uma maneira geral, privilegiam os motoristas de carros. “A sinalização das ciclovias ainda é incipiente”, avalia.

Confira as notas

Curitiba — 5,4
Rio de Janeiro — 4,6
Porto Alegre — 4,2
São Paulo — 3,8
Belo Horizonte — 3,6
Recife — 3,3
Brasília — 2,5
Natal — 2,5
Salvador — 2,1
Cuiabá — 1,9
Maceió — 1,6
Fortaleza — 1,3
Manaus — 0,7

Bookmark and Share