Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
16º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

19/08/2014 10:00 - Atualizado em 19/08/2014 10:14

Ilha vulcânica do Japão pode afundar e criar tsunami, diz estudo

Crateras esculpem 200 mil metros cúbicos de lava a cada dia

Crateras da ilha estão esculpindo 200 mil metros cúbicos de lava a cada dia<br /><b>Crédito: </b> Japan Coast Guard / AFP / CP
Crateras da ilha estão esculpindo 200 mil metros cúbicos de lava a cada dia
Crédito: Japan Coast Guard / AFP / CP
Crateras da ilha estão esculpindo 200 mil metros cúbicos de lava a cada dia
Crédito: Japan Coast Guard / AFP / CP

Uma ilha vulcânica japonesa em erupção pode provocar um tsunami se suas camadas de lava afundarem repentinamente no mar, advertiram cientistas nesta terça-feira. O local apareceu no ano passado e absorveu rapidamente outra ilha que já existia, Nishinoshima, 1.000 km ao sul de Tóquio. O conjunto tem agora uma extensão de 1,26 quilômetros quadrados.

As crateras da ilha estão esculpindo 200 mil metros cúbicos de lava a cada dia, o equivalente ao volume de 80 piscinas olímpicas. "Se a lava seguir se acumulando no leste da ilha, pode afundar vários lados dela e causar um tsunami", adverte Fukashi Maeno, professor assistente do Instituto de Investigação Sísmica da Universidade de Tóquio.

Segundo ele, um desprendimento de 12 milhões de metros cúbicos de água geraria uma onda de um metro, que alcançaria a ilha de Chichijima (130 km) em questão de 18 minutos. Chichijima, onde vivem 2 mil pessoas, é a maior ilha do arquipélago Ogasawara, administrado pela prefeitura de Tóquio.

Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.