Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 19/08/2014
  • 10:56
  • Atualização: 11:00

Ofensiva contra adulteração de leite em SC cumpre mandado no RS

Cidade de Vista Alegre abrigava filial de fábrica suspeita de adicionar ureia e formol ao produto

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Operação Leite Compen$ado fez escola no Sul do País. Depois de ser deflagrada no Rio Grande do Sul por conta de adulteração no leite, uma ofensiva semelhante foi deflagrada na manhã desta terça-feira em Santa Catarina, onde o Ministério Público (MP) iniciou as operações Leite Adulterado 1 e 2. A ação catarinense tem o objetivo de cumprir um mandado na cidade gaúcha de Vista Alegre, localizada na Zona da Produção.

Segundo informações do MP, outras seis cidades de Santa Catarina estão na mira de policiais e técnicos designados para a operação.  No total, são 20 mandados de prisão e 11 de busca e apreensão. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Receita Estadual de SC.

Em Vista Alegre, deve ser cumprido um mandado de busca e apreensão em uma filial da indústria de laticínios Mondaí. Segundo as investigações, iniciadas em abril, o leite era adulterado - com ureia contendo formol para mascarar a adição de água ou com produtos para estancar o processo de adulteração - em território gaúcho, enviado para a sede da empresa, em Mondaí, e era distribuído para o Rio Grande do Sul ou São Paulo.

As prisões devem ocorrer em duas indústrias, nas cidades de Xaxim (núcleo 1) e Mondaí (núcleo 2). A fraude no núcleo 1 envolve o Laticínios Lajeado, na cidade de Lajeado Grande. É investigada, inclusive, uma empresa de fachada que serviria para a compra de produtos químicos para a adulteração.

Bookmark and Share