Porto Alegre, sábado, 20 de Dezembro de 2014

  • 21/08/2014
  • 08:06
  • Atualização: 08:25

Gás lacrimogêneo é usado em protesto na Indonésia

Manifestantes também foram contidos com canhões de água

Ato era a favor do ex-general que apelou à justiça depois de perder as últimas eleições presidenciais  | Foto: Bay Ismoyo / AFP / AFP

Ato era a favor do ex-general que apelou à justiça depois de perder as últimas eleições presidenciais | Foto: Bay Ismoyo / AFP / AFP

  • Comentários
  • AFP

A polícia indonésia utilizou nesta quinta-feira bombas de gás lacrimogêneo e canhões de água contra uma manifestação de partidários de um ex-general que perdeu as últimas eleições presidenciais e apelou à justiça, cujo veredicto será divulgado ainda hoje.

A polícia respondeu de forma dura aos manifestantes que anteriormente lançaram pedras e tentaram ultrapassar o cordão policial que impedia o acesso ao tribunal onde acontece o julgamento. Alguns policiais fizeram os manifestantes fugirem utilizando cassetetes, fazendo o grupo se dispersar após alguns minutos. Pelo menos um manifestante chegou a ficar inconsciente e foi levado por uma ambulância do local do ato.

O julgamento do recurso de Prabowo Subianto

Os juízes do Tribunal Constitucional em Jacarta começaram a ler o longo veredicto nesta quinta-feira. O processo, que pode durar horas, é sobre o recurso apresentado pelo ex-militar Prabowo Subianto contra as eleições conquistadas por seu adversário Joko Widodo.

Analistas independentes preveem que o Tribunal rejeitará o recurso de Prabowo, um ex-líder militar durante a ditadura de Suharto (1967-1998). O veredicto é definitivo. Os resultados oficiais das eleições de 9 de julho deram a vitória a Widodo, governador reformista de Jacarta, com seis pontos de vantagem. Mas Prabowo denunciou que o processo foi fraudulento.

Bookmark and Share