Correio do Povo

Porto Alegre, 21 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
13º 24º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

21/08/2014 17:04 - Atualizado em 21/08/2014 17:16

Temer diz não ver irregularidade em doações feitas por Graça Foster

Vice-presidente do Brasil acrescentou que a doação é anterior à decisão do TCU

Vice-presidente do país acrescentou que a doação é anterior à decisão do TCU<br /><b>Crédito: </b> Roosewelt Pinheiro / ABr / CP Memória
Vice-presidente do país acrescentou que a doação é anterior à decisão do TCU
Crédito: Roosewelt Pinheiro / ABr / CP Memória
Vice-presidente do país acrescentou que a doação é anterior à decisão do TCU
Crédito: Roosewelt Pinheiro / ABr / CP Memória

O vice-presidente Michel Temer disse nesta quinta-feira que não vê nenhuma irregularidade no fato de a presidente da Petrobras, Graça Foster, ter doado dois imóveis a parentes após a compra da Refinaria de Pasadena, no Texas, Estados Unidos.

“Sob o foco jurídico, é a coisa mais natural que acontece. A ideia é essa: houve uma doação com usufruto. Todo mundo faz doação com usufruto enquanto viver. (Só) depois, é que essa doação se concretiza”, explicou Temer, após participar do seminário Brasil nos Trilhos, organizado pela Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) e a Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF).

Temer acrescentou que a doação é anterior à decisão do Tribunal de Contas da União (TCU). “Pelo que li nos jornais, a doação foi feita bem antes, pelos idos de março. Portanto antes da primeira decisão do TCU. Não houve ilegalidade nenhuma. É a coisa mais comum fazer doações. Agora, sobre qual é a razão para ela doar, essa é uma questão subjetiva”, acrescentou o vice-presidente.

Nesta quinata-feira, durante evento no Rio de Janeiro, o presidente do TCU, Augusto Nardes, informou que vai investigar a transferência de bens de Graça Foster a seus dois filhos. A informação sobre a cessão dos imóveis foi divulgada na última quarta-feira, durante o julgamento sobre indisponibilidade dos bens da executiva. Ela é alvo de processo sobre a responsabilidade na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas, considerada um prejuízo para a estatal pelo TCU.

Em nota à imprensa, a Petrobras afirmou que a transferência dos bens de Graça estava sendo preparada desde 2013 e negou a relação com o processo.

Bookmark and Share


Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.