Porto Alegre, sábado, 29 de Novembro de 2014

  • 23/08/2014
  • 16:20
  • Atualização: 16:23

Animais poderão visitar pacientes em São Leopoldo

Projeto Visita Pet será lançado oficialmente na próxima quarta no Hospital Centenário

Animais poderão visitar pacientes em São Leopoldo | Foto: Stephany Sander / Especial / CP

Animais poderão visitar pacientes em São Leopoldo | Foto: Stephany Sander / Especial / CP

  • Comentários
  • Stephany Sander / Rádio Guaíba

A partir da próxima quarta, os pacientes internados no Hospital Centenário, de São Leopoldo, contarão com mais aliados para a recuperação. O projeto Visita Pet permitirá que os doentes recebam a visita de animais de estimação. O lançamento oficial da atividade será às 10h com uma cerimônia especial que contará com a presença dos pets.

A implantação da iniciativa ocorre desde sexta-feira, quando a psicóloga Ana Luísa Accorsi, especialista em intervenções assistidas com animais, apresentou o projeto e realizou um treinamento com os 120 profissionais que participarão do projeto. A sua cachorra de estimação, Tábata, da raça Collie, participou da atividade.

Para o vice-presidente, médico da Fundação Hospital Centenário, Leandro Netto, a pet terapia tem bons resultados com pacientes depressivos, contribuindo para o aspecto emocional, mas há outros benefícios. “Ajuda também a baixar a pressão sanguínea e a ansiedade e a aumentar a imunidade. Ter a companhia do seu próprio pet no hospital faz com que o paciente sinta mais conforto, a aproximação com sua casa, além de desfrutar o carinho com seu animal.”

Aprovado pela Câmara de Vereadores, o projeto de lei do vereador Carlos Szulcsewski diz no texto inicial que a terapia seria desenvolvida apenas com crianças, mas, a pedido dos próprios pacientes, será estendida também aos adultos. A inspiração veio do Hospital Albert Einstein, de São Paulo, que desde 2009 aplica a Pet Terapia.

Segundo a diretora de Enfermagem e coordenadora do projeto, Fernanda Estrella, serão realizados dois trabalhos paralelos. Um deles será executado pela ONG Coração Vira-Lata, que se disponibilizou a levar cães para o tratamento com pacientes que não têm animais de estimação, e o outro será feito pelos próprios familiares, que levarão os pets dos pacientes ao hospital. “Eles podem receber a visita de cães, gatos, hamsters, tartarugas, porquinhos-da-índia e passarinhos, entre outras espécies domésticas, dóceis e de pequeno porte no jardim de inverno da casa de saúde”, explica, ressaltando que o espaço foi reformado e adaptado para oferecer conforto aos pacientes e animais.

Fernanda destaca que os animais terão de receber banho, veneno para pulgas e outros cuidados de higienização, ação que ocorrerá em parceria com agropecuárias e pet shops da cidade. Após estes procedimentos, um veterinário fará a avaliação do animal. “O animal vai sair de sua casa e estar em um ambiente diferente, tudo isso também precisa ser levado em consideração. Além disso, será apenas um paciente com seu animal por vez, a partir de agendamentos”, salienta. O espaço que será destinado para as sessões de terapia conta com desenhos do artista plástico Luis Barthe.



Bookmark and Share


TAGS » Saúde, Geral, Animais