Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 23/08/2014
  • 21:46
  • Atualização: 21:49

Favela Papa Francisco é desalojada na Argentina

Forte esquema policial foi montado em local que abrigava 700 famílias

  • Comentários
  • AFP

Uma favela batizada de "Papa Francisco", que começou a ser erguida em fevereiro passado em terrenos baldios ocupados ilegalmente em um bairro pobre de Buenos Aires, foi desalojada neste sábado. Um forte esquema policial foi montado para a operação, com 800 homens da Gendarmeria e da Polícia Metropolitana.

Nesse terreno situado no bairro de Villa Lugano, no Sudoeste da cidade, moravam cerca de 700 famílias sob ameaça de desalojamento - de acordo com um censo realizado há algumas semanas. Na operação, seis pessoas foram detidas "por resistência à autoridade", informou o ministro da Segurança da Capital, Guillermo Montenegro.

"Aqui são todos trabalhadores. É gente que tem que ir muito cedo trabalhar. Com 14 anos, os meninos já saem para trabalhar", disse a uma emissora local o padre Franco, que atua nessa paróquia. Ele denunciou a polícia por proibir as pessoas de recolherem seus pertences.

A retirada do grupo foi ordenada em março passado, mas foi adiada por disputas de jurisdição. A sentença foi retomada depois do assassinato, na última terça-feira à tarde, de uma jovem de 18 anos, moradora local. Ela foi morta a tiros na frente do namorado. Os autores do crime teriam saído do assentamento "Papa Francisco".

O crime deflagrou uma onda de denúncias, segundo as quais a área estaria dominada por traficantes de drogas. O secretário de Segurança do governo federal, Sergio Berni, disse neste sábado que "todos nós sabíamos da periculosidade do lugar" e responsabilizou a Justiça pela demora na operação.

Bookmark and Share