Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

  • 25/08/2014
  • 12:49
  • Atualização: 13:04

Bombeiros recebem equipamentos para retirar vítimas de ferragens

Desencarceradores serão distribuídos em unidades junto a pedágios

Bombeiros recebem equipamentos para retirar vítimas de ferragens | Foto: David Alves / Palácio Piratini / Divulgação / CP

Bombeiros recebem equipamentos para retirar vítimas de ferragens | Foto: David Alves / Palácio Piratini / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Foram entregues na manhã desta segunda-feira 31 desencarceradores ao Corpo de Bombeiros pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). Os equipamentos serão distribuídos em até dez dias a 28 unidades localizadas nas cidades junto às 14 praças estaduais de pedágio, que somam juntas cerca de 950 quilômetros.

A cerimônia ocorreu na sede da corporação na avenida Silva Só, em Porto Alegre. Os equipamentos, de fabricação norte-americana e tecnologia holandesa, custaram cerca de R$ 1,8 milhão. Nos próximos dias serão treinados na Capital os bombeiros que empregarão os desencarceradores, cujo emprego ocorrerá tanto nas rodovias como nas vias urbanas das cidades em que estão presentes as unidades.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Eviltom Pereira Diaz, destacou que o equipamento permite o rápido socorro de uma vítima presa nas ferragens de um veículo acidentado. Além de cortar a lataria, o oficial lembrou ainda que o desencarcerador serve também para elevar pesos, sendo usado por exemplo em casos em casos de desabamento ou soterramento. Atualmente, assinalou, a corporação possui mais de 140 desencarceradores de vários modelos e tipos.

Já o presidente da EGR, Luiz Carlos Bertotto, ressaltou que será aumentada “a agilidade e a capacidade de pronta resposta dos bombeiros gaúchos em casos onde, muitas vezes, um minuto pode fazer toda a diferença após um acidente grave”. Ele aproveitou a solenidade para anunciar que serão entregues também ao Corpo de Bombeiros um total de 31 furgões, totalmente equipados e com macas para transporte de vítimas. O processo de licitação já teve início.

A segurança dos motoristas nos cerca de 900 quilômetros de estradas gaúchas administradas pela EGR é garantida por meio de convênios. O Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o Corpo de Bombeiros, os Bombeiros Voluntários e o SAMU atuam nas rodovias da EGR em troca do envio de verbas mensais.
Por exemplo, o convênio com o Detran permite que mais de duas centenas de guinchos de centros de remoção credenciados pelo departamento possam atuar nas rodovias da EGR. O motorista que precisar de socorro mecânico pode ligar para o número 198, que o veículo da localidade mais próxima prestará atendimento. O serviço de guincho é oferecido 24 horas por dia, sete dias por semana. Em contrapartida, a EGR repassa, mensalmente, cerca de R$ 70 mil ao Detran.

Samu

Em março deste ano, a EGR assinou um convênio com a Secretaria Estadual de Saúde (SES) para que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)  fosse oferecido em toda a malha rodoviária da empresa. A parceria envolve o repasse à Secretaria de R$ 1,7 milhão. Com essa quantia, a SES adquiriu uma série de equipamentos de socorro, tais como desfibriladores, oxímetros (equipamentos que medem quantidade de oxigênio no sangue do paciente), coletes de imobilização, colares cervicais, além de medicamentos. O serviço do Samu pode ser acionado pelo número 193.

Brigada Militar

Além do repasse desses equipamentos, a EGR possui um convênio de dois anos com a Brigada Militar. Por esse convênio, em vigor desde outubro do ano passado, a EGR enviará R$ 29,1 milhões, tendo, em contrapartida, suas estradas abrangidas pelo serviço de resgate e salvamento de vítimas de acidentes. Por fim, a empresa ainda vai repassar ao Corpo de Bombeiros 31 ambulâncias, que estão em processo de compra.

Parcerias com municípios

Além de todas essas parcerias, a EGR ainda possui convênios com os Bombeiros Voluntários de diversas localidades do Estado. Já foram assinados acordos com as corporações de Antônio Prado, Bom Princípio, Garibaldi, Nova Petrópolis, São Francisco de Paula, São Sebastião do Caí, São Vendelino e Teutônia. Pela parceria, cada corporação está recebendo R$ 360 mil para atuar nas rodovias da EGR no resgate e salvamento de vítimas de acidentes. Os contratos com as corporações têm duração de 2 anos.

Bookmark and Share


TAGS » Geral, Bombeiros