Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 26/08/2014
  • 07:17
  • Atualização: 07:21

Marinha italiana encontra 24 corpos após naufrágio de imigrantes

Quatro mil pessoas foram resgatadas entre sexta e domingo oriundas da Líbia

Maioria dos imigrantes foi resgatado com vida depois de terem deixado Líbia | Foto: Marina Militare / AFP / CP

Maioria dos imigrantes foi resgatado com vida depois de terem deixado Líbia | Foto: Marina Militare / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Vinte e quatro corpos, e não seis como anunciado em um primeiro momento, foram encontrados no mar Mediterrâneo após o naufrágio no domingo de uma embarcação com imigrantes ao Norte da costa líbia, relatou a Marinha italiana nesta terça-feira.

Nesse domingo, ao perceber o naufrágio de uma embarcação repleta de imigrantes, a Marinha italiana enviou um helicóptero que lançou equipamentos de salva-vidas. Além disso, a intervenção de dois navios militares, de uma embarcação da guarda costeira e de um navio mercante permitiu salvar 364 náufragos.

Mas o número de corpos encontrado chegou a 24, e não seis como foi anunciado nessa segunda-feira. A Marinha italiana informou que quase 4 mil imigrantes foram resgatados em 48 horas entre sexta-feira e domingo, dentro da operação "Mare Nostrum".

No domingo foram encontrados 18 corpos a bordo de uma embarcação à deriva ao sul da ilha italiana de Lampedusa, ao lado de 73 sobreviventes. A guerra na Síria, a ditadura na Eritreia e outras crises na África, assim como a desestabilização da Líbia, contribuem para o fluxo crescente de clandestinos que usam embarcações precárias e pagam um preço muito alto pela travessia aos traficantes.

Segundo o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR), mais de 100 mil pessoas chegaram à Itália pelo mar no decorrer do ano. Muitos seguiram para outros países europeus.

Bookmark and Share