Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 26/08/2014
  • 08:13
  • Atualização: 08:19

Soldados russos entraram na Ucrânia "por acidente", segundo Moscou

Kiev acusa regularmente Moscou de enviar militares e blindados a território ucraniano

  • Comentários
  • AFP

Uma fonte do ministério russo da Defesa confirmou a detenção de soldados do país em território ucraniano, como anunciou Kiev, mas afirmou que os militares atravessaram a fronteira "por acidente". "Os militares em questão participavam em patrulhas na fronteira Rússia-Ucrânia e a atravessaram, talvez por acidente, em uma área sem demarcação", disse a fonte, citada pelas agências oficiais russas Itar Tass e Ria Novosti.

Segundo as forças de segurança ucranianas, dez paraquedistas foram detidos em Dzerkalne, a 20 quilômetros da fronteira e a 50 quilômetros do reduto separatista pró-Rússia de Donetsk. De acordo com Kiev, os detidos são soldados do 331º regimento da 98ª divisão aerotransportada, com base na Rússia central.

Os soldados, detidos com documentos de identidade e armas, afirmaram que foram enviados à região russa de Rostov, perto da fronteira com as regiões ucranianas rebeldes de Donetsk e Lugansk, e depois a território ucraniano, segundo Kiev.

A fonte militar russa indicou que os homens não resistiram à detenção e afirmou que soldados ucranianos atravessaram a fronteira com a Rússia em várias ocasiões. Kiev acusa regularmente Moscou de enviar militares e blindados a território ucraniano, de atirar contra seu território e de fornecer armas e combatentes aos rebeldes pró-Rússia. Moscou nega as acusações.

Bookmark and Share