Porto Alegre, sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

  • 26/08/2014
  • 16:17
  • Atualização: 16:19

Dnit altera item do edital de licitação da nova ponte do Guaíba

Prazo para a entrega das propostas foi ampliado em 15 dias

  • Comentários
  • Cíntia Marchi / Correio do Povo

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) mudou parte do edital de licitação para a escolha da empresa que irá supervisionar as obras da nova ponte do Guaíba. De acordo com o Dnit, “foi necessário suprimir um dos itens do edital por questões administrativas”, informou por meio de nota.

Mesmo que a mudança não interfira no processo licitatório, foi necessário ampliar o prazo para a entrega das propostas. O que antes seria feito no dia 28 de agosto, foi adiado para o dia 15 de setembro. No entanto, por ser um edital apenas para a contratação da empresa que vai supervisionar toda a obra, o departamento afirma que o prazo da construção não sofre alterações. “Não atrasa qualquer processo no andamento deste empreendimento”, esclarece em nota.

As duas opções para o reassentamento das 850 famílias moradoras das ilhas e das vilas Areia e Tio Zeca precisarão ser retiradas do local estão sendo estudadas. O projeto tem um investimento estimado em R$ 649 milhões para 7,3 quilômetros de extensão, com duas faixas e acostamento.

A análise da documentação para o licenciamento ambiental está sendo realizada pela Fundação de Proteção Ambiental (Fepam). A previsão é de que a conclusão ocorra no final do mês de setembro. A documentação foi entregue no final de junho pela empresa Queiroz Galvão, integrante do consórcio Ponte do Guaíba. Por ser considerada uma prioridade, o prazo inicial foi de três meses, ao invés de seis, como determinado na legislação.

Bookmark and Share