Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 26/08/2014
  • 19:28
  • Atualização: 19:37

Estado define espera máxima de 15 minutos nos pedágios da EGR

Empresa deve liberar cancelas sempre que fila atingir 400 metros em horários de pico

Empresa deve liberar cancelas sempre que fila atingir 400 metros em horários de pico | Foto: Pedro Revillion/Palácio Piratini/CP

Empresa deve liberar cancelas sempre que fila atingir 400 metros em horários de pico | Foto: Pedro Revillion/Palácio Piratini/CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Secretaria de Infraestrutura e Logística (Seinfra) vai alterar o contrato de gestão da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) para garantir agilidade no atendimento aos motoristas que percorrem os postos de pedágio administrados pelo Estado. Com a medida, os motoristas devem ser atendidos no prazo máximo de 15 minutos. Quando atingir esse tempo e a formação de filas ultrapassar 400 metros em horário de pico, ou 200 metros fora do horário de pico, a EGR deve liberar as cancelas até que a fila se encerre.

A alteração do contrato ocorre por meio de um Termo Aditivo assinado na tarde desta terça-feira na Seinfra. Para o secretário João Victor Domingues, a medida reitera os compromissos da empresa com o usuário. “Tivemos informações sobre problemas pontuais nas praças de Santa Cruz do Sul e Gramado. A alteração reforça o objetivo da EGR de oferecer atendimento de qualidade ao usuário onde as praças são administradas com a participação da comunidade”, reforçou. O método adotado pela EGR é semelhante ao utilizado pelas rodovias pedagiadas na malha federal.

No mês passado, a reportagem da Rádio Guaíba repercutiu os problemas dos usuários da rodovia. Um deles apontou lentidão rotineira, com mais de 20 minutos de demora para passar pelo trecho da RSC 287, em Santa Cruz do Sul.


Bookmark and Share


TAGS » Geral, Pedágio, EGR