Porto Alegre, sábado, 29 de Novembro de 2014

  • 27/08/2014
  • 15:00

Servidores paralisam atividades para debater campanha salarial

Trabalhadores já iniciaram campanha salarial do próximo ano

  • Comentários
  • Correio do Povo

Já mobilizados pela campanha salarial do próximo ano, servidores técnicos-administrativos das universidades federais do Estado (Ufrgs), de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Porto Alegre (IFRS/POA) paralisaram suas atividades nesta quarta-feira.

Em assembleia na Faculdade de Economia da Ufrgs, pela manhã, os servidores debateram as necessidades da categoria e apreciaram as propostas apresentadas pela Federação dos Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra). “Foi colocado aos servidores o Plano de Lutas decidido na plenária da Fasubra”, revelou a coordenadora geral da Associação dos Servidores da Ufrgs e diretora da Fasubra, Maria Antonieta Xavier.

De acordo com ela, a campanha salarial para 2015 é o principal foco dos servidores. “A última parcela do acordo feito em 2012 é em março de 2015”, salientou. Entre as outras demandas da categoria, estão a reposição dos servidores aposentados, a democratização da eleição para reitor, a paridade nos conselhos, o reajuste do vale alimentação, o auxílio creche e a reestruturação do plano de carreira. “O nosso vale alimentação é o menor entre todos os servidores federais”, revelou.

Grupo debate Reforma Política

Também foi realizado o debate “Reforma política: o que eu tenho a ver com isso?”, que teve por objetivo discutir as propostas de mudança no sistema político eleitoral. Os financiamentos de empresas privadas em campanhas políticas e o voto em lista - em que é priorizado o partido político, em detrimento do candidato, também fizeram parte da pauta.

A categoria ainda pretende promover reuniões com outros servidores federais para debater a política salarial e a data-base. Segundo as instituições, apesar da paralisação, os serviços não foram afetados.

Bookmark and Share


TAGS » Greve, Porto Alegre