Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
11º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Saúde

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/08/2014 22:04 - Atualizado em 27/08/2014 22:12

Segunda etapa da vacinação contra HPV começa na segunda, na Capital

Imunização é destinada às 27 mil meninas com idade entre 11 e 13 anos que receberam a primeira dose

Segunda etapa da vacinação contra HPV começa na segunda, na Capital<br /><b>Crédito: </b> André Avila / CP Memória
Segunda etapa da vacinação contra HPV começa na segunda, na Capital
Crédito: André Avila / CP Memória
Segunda etapa da vacinação contra HPV começa na segunda, na Capital
Crédito: André Avila / CP Memória

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) abre na segunda-feira a segunda etapa de vacinação contra o HPV (Papiloma Virus Humano), um dos principais causadores do câncer de colo de útero. É o terceiro tipo de câncer mais comum entre as mulheres e a segunda maior causa de mortalidade pela doença entre elas. A vacinação é destinada às 27 mil meninas com idade entre 11 e 13 anos que receberam a primeira dose, aplicada de 10 de março a 10 de abril em Porto Alegre.

A segunda dose é fundamental para elevar a resposta imunológica contra as verrugas genitais e o próprio câncer de colo de útero. O objetivo é proteger meninas que ainda não iniciaram a vida sexual, sem no entanto excluir as que já começaram.

Ao contrário do que aconteceu na primeira etapa, quando a vacinação foi feita nas escolas, agora ela ocorre principalmente nas unidades de saúde do município. As meninas devem procurar a unidade mais próxima. Porém, considerando que Porto Alegre adotou a estratégia mista de vacinação, em algumas regiões da cidade, como a Lomba do Pinheiro, a vacinação ainda deve acontecer na rede escolar.

As meninas devem levar o cartão de vacinação ou a caderneta do adolescente, onde foi registrada a primeira dose. Uma terceira etapa de vacinação é necessária, mas apenas cinco anos após a primeira dose. Em 2015, o calendário nacional prevê a vacinação em meninas de 9 a 11 anos, aumentando ainda mais a cobertura de proteção.

Bookmark and Share


Fonte: Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.