Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 27/08/2014
  • 23:07
  • Atualização: 23:19

Vídeos revelam atmosfera tensa e agressiva da família Boldrini

Em uma das filmagens, Leandro, pai de Bernardo, incentiva o menino a segurar um facão

Amigos e familiares protestam na frente do local da audiência em Três Passos | Foto: André Ávila / CP

Amigos e familiares protestam na frente do local da audiência em Três Passos | Foto: André Ávila / CP

  • Comentários
  • Fernanda Pugliero / Correio do Povo

Além de revelar um clima conturbado na casa da família Boldrini, os vídeos recuperados do celular de Leandro, pai de Bernardo, demonstram que o menino era incentivado a ter um comportamento agressivo. Em uma gravação, o menino aparece segurando uma faca, mas sem apresentar ameaça. Ele mostra o artefato ao pai, autor da gravação. Logo após, Bernardo troca a faca por um facão. De acordo com a delegada do caso Caroline Bamberg, que assistiu a todas as gravações, o menino pede que Leandro lhe entregue o celular e pare de gravar. “Ele quer o vídeo e o pai fica dizendo que ele é um cagão”, conta a delegada.

Leia mais sobre o caso Bernardo

Na sequência, o pai arranca o facão da mão do menino e volta a atirá-lo nos pés da criança de 11 anos. No vídeo de cerca de oito minutos, os dois caminham o tempo todo pelos corredores da casa da família.

A gravação em que Bernardo pede socorro após ter sido supostamente agredido pela madrasta Graciele Ugulini fora feita sem o conhecimento do garoto. No início da filmagem, Leandro e Graciele brincam com a bebê do casal, meia-irmã de Bernardo, Maria Valentina. Quando o menino entra no local, o celular é escondido entre as roupas da bebê e cai. “Apenas o áudio foi gravado”, afirma a delegada. Após a discussão, Graciele recolhe o celular e o guarda numa gaveta. Essa sequência tem cerca de 20 minutos.

Outros vídeos serão utilizados pela acusação para reforçar a tese de que o pai é o mentor intelectual do crime.

Bookmark and Share