Correio do Povo

Porto Alegre, 17 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
18º 25º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

30/08/2014 13:23 - Atualizado em 30/08/2014 14:44

Governar sem partidos é flertar com autoritarismo, afirma Dilma

Presidente mandou um recado indireto para adversária Marina Silva

Dilma ressaltou a importância da educação para o País<br /><b>Crédito: </b> André Ávila / CP Memória
Dilma ressaltou a importância da educação para o País
Crédito: André Ávila / CP Memória
Dilma ressaltou a importância da educação para o País
Crédito: André Ávila / CP Memória

Em um recado indireto a sua adversária Marina Silva (PSB), a presidente Dilma Rousseff criticou na tarde deste sábado aqueles que pretendem governar prescindindo dos partidos políticos. Em ato de campanha em Jales (SP), com a presença do seu vice, Michel Temer, e do candidato do PMDB ao governo, Paulo Skaf, Dilma exaltou sua parceria com os peemedebistas, chamando a legenda de "partido da democracia", e disparou: "Numa democracia, quem não governa com partidos está flertando com o autoritarismo. No mundo, não há um único lugar que se governa sem partidos", disse.

Dilma afirmou que no evento no interior paulista estão presentes aqueles que acreditam que a Petrobras é uma grande empresa e que não querem reduzir o papel da estatal petrolífera. Segundo a presidente, a riqueza produzida pela companhia será o passaporte para o futuro e para a educação do País. "Nós somos aqueles que sabem que, sem apostar na educação, o nosso País não cresce", afirmou.

A presidente disse que, sem a ajuda do Parlamento, não teria sido aprovada a destinação dos recursos dos royalties do petróleo e a destinação de recursos do pré-sal para a saúde e educação. Numa referência aos adversários, ela disse que há quem quer "acabar" com a Petrobras.

Bookmark and Share

Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.