Porto Alegre, terça-feira, 25 de Novembro de 2014

  • 30/08/2014
  • 16:57
  • Atualização: 17:08

Campanha de Dilma critica controvérsia de Marina sobre direitos LGBT

Equipe da candidata à reeleição publicou nota que ressalta postura conservadora de Marina

  • Comentários
  • Bibiana Borba/Rádio Guaíba

Logo após a divulgação de que a defesa dos direitos LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transsexuais) foi retirada de maneira literal do plano de governo de Marina Silva (PSB), a equipe da campanha pela reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) publicou duras críticas à inclinação conservadora da candidata que substituiu Eduardo Campos. A nota veiculada na página oficial de Dilma no Facebook afirma que Marina se contradiz sobre o tema, assim como sobre a legalização do aborto, por serem questões polêmicas à religião evangélica, da qual Marina seria praticante fervorosa.

Na manhã deste sábado, o item que defendia o casamento civil homossexual foi retirado do plano de governo de Marina Silva e substituído apenas pelo termo “garantia dos direitos oriundos da união civil entre pessoas do mesmo sexo”. A contradição serviu como oportunidade para que a principal adversária na corrida eleitoral, Dilma, também questionasse o discurso sobre a “nova política” do PSB. Ainda, a nota da petista menciona que o partido de Eduardo Campos não teria manifestado interesse em questionar a procedência do avião usado pelo político na campanha.


Bookmark and Share