Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 01/09/2014
  • 20:32

Justiça garante acesso da imprensa às audiências do Caso Bernardo

Para juiz, processo não corre em segredo de justiça e liberdade de imprensa é garantido pela constituição

  • Comentários
  • Correio do Povo

O juiz Marcos Luís Agostini, da comarca de Três Passos, negou o pedido da ré Graciele Ugulini para impedir o acesso da imprensa nas audiências do Caso Bernardo. Segundo o magistrado, o processo não corre em segredo de justiça e que a liberdade de imprensa é um direito garantido no artigo 220 da Constituição Federal, o que incluiria o ingressar em prédios públicos para obtenção de informações a respeito de processos e de audiências.

Agostini afirmou ainda que não há como saber quem foi que repassou para a imprensa cópia do DVD contendo com a gravação do interrogatório da ré ou cópia da carta da acusada, respondendo ao pedido de informações sobre o vazamento dos mesmos.

“Este juízo não tem fornecido esse tipo de material para publicação nos meio de comunicação, limitando-se a publicizar o teor das decisões”, escreveu o juiz na decisão.

Agostini registrou ainda que recebeu a informação sobre a troca dos advogados de defesa de Leandro Boldrini e pediu que os novos procuradores informe, com máxima urgência, se irão pedir a presença do réu nas audiências, inclusive a agendada para o próximo dia 8 em Três Passos.

Bookmark and Share