Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 02/09/2014
  • 07:16
  • Atualização: 07:24

Rússia afirma que Otan e EUA buscam aumentar tensões com Moscou

Aliança Atlântica fará parte de plano de ação na Ucrânia

  • Comentários
  • AFP

Os planos da Otan e dos Estados Unidos de aumentar sua presença militar no Leste da Europa têm como objetivo "aumentar as tensões" e Moscou adaptará sua estratégia de defesa em consequência, afirmou Mikhail Popov, secretário adjunto do Conselho de Segurança Nacional da Rússia

O plano que a Aliança Atlântica adotará esta semana em uma reunião de cúpula sobre o conflito na Ucrânia "demonstra que os líderes dos Estados Unidos e da Otan querem continuar com sua política de exacerbar as tensões com a Rússia", disse Popov à agência Ria Novosti.

O secretário-geral da Aliança Atlântica, Anders Fogh Rasmussen, disse que os chefes de estado e de governo dos 28 países da Otan vão analisar um plano de ação rápida, que vai fazer com que a Aliança Atlântica fique mais “ágil do que nunca”, reforçando a defesa coletiva dos estados-membros.

Rasmussen disse também que a força será composta por vários milhares de soldados, em esquema de rotação pelos vários países, mas ressalvou que ainda “é muito cedo” para fornecer números.

Bookmark and Share