Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 02/09/2014
  • 12:55
  • Atualização: 12:59

Prefeitura inaugura polo de economia criativa na Capital

Cerimônia foi realizada na manhã desta terça-feira

  • Comentários
  • Cláudio Isaías / Correio do Povo

Com a proposta de transformar a região do 4º Distrito em um local para receber empreendimentos, foi inaugurado na manhã desta terça-feira o primeiro Polo de Economia Criativa de Porto Alegre. A unidade do Tecendo Ideias funciona na unidade DC Navegantes do Centro Universitário Metodista (IPA), na avenida Frederico Mentz, no bairro Navegantes. A cerimônia contou com as presenças do prefeito José Fortunati, do reitor do IPA, Roberto Pontes da Fonseca, e da secretária do Gabinete de Inovação e Tecnologia (Inovapoa), Deborah Pilla Villela.

A coordenadora do projeto no IPA, Elisabethe Drumm, disse que a ideia do projeto é atrair empresas para o bairro, principalmente as pequenas empresas. Em junho deste ano, através de edital publicado pelo IPA, foram selecionados os projetos que ocuparão o espaço. “As propostas foram escolhidas a partir de critérios como o potencial para geração de trabalho e renda, sustentabilidade, inclusão social na região beneficiada, além do grau de inovação da ideia”, acrescentou Elisabethe. Segundo a secretária Deborah Pilla, é importante que surjam projetos como o Tecendo Ideias para o desenvolvimento do 4º Distrito e para as pessoas que moram na região.

Os empreendedores vão ocupar o espaço durante seis meses, em regime de pré-incubação, período em que o centro universitário irá disponibilizar um conjunto de serviços de infraestrutura como estações de trabalho, laboratórios tecnológicos, sala de reuniões e assessoria de especialistas. Nesta primeira etapa foram escolhidos: Conecta, Produtos geração de renda, Mobiliário Sustentável; Distrito da Trama; Sistema Veicular Inteligente, Sistema de combate a incêndio, Meu Sofá de Estimação, Talk is Cheap e Estúdio de Ilustração e Estamparia.

O projeto Tecendo Ideias é um instrumento de inovação e gestão para o fomento da economia criativa. Com o projeto, a prefeitura de Porto Alegre pretende aproximar da administração pública do setor empresarial, do meio acadêmico e da população. A proposta é que a interação, através de ideias e projetos, possa contribuir para a melhoria de vida na cidade, geração de renda, riqueza, trabalho e inclusão social.

Bookmark and Share