Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 02/09/2014
  • 16:02
  • Atualização: 16:06

EUA diz estar enojado com suposto vídeo do jornalista Steven Sotloff decapitado

Governo americano busca verificar a autenticidade do conteúdo divulgado nesta terça-feira

Governo americano busca verificar a autenticidade do conteúdo divulgado nesta terça-feira | Foto: Etienne de Malglaive /  AFP / CP

Governo americano busca verificar a autenticidade do conteúdo divulgado nesta terça-feira | Foto: Etienne de Malglaive / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O governo dos Estados Unidos disse nesta terça-feira se sentir enojado pelo vídeo divulgado pelo grupo Estado Islâmico (EI), que aparentemente mostra a decapitação do jornalista americano Steven Sotloff.

De acordo com Jennifer Psaki, porta-voz do Departamento de Estado, o governo americano busca verificar a autenticidade do vídeo. "A comunidade de inteligência está trabalhando o mais rápido possível para determinar sua autenticidade. Se o vídeo for genuíno, estamos revoltados por este ato brutal que tomou a vida de outro cidadão americano inocente", disse Psaki.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, também reagiu ao vídeo, afirmando que a decapitação de Sotloff é absolutamente repugnante.

Segundo a organização SITE, que examina ações de organizações consideradas terroristas, o EI publicou um vídeo que mostra um militante encapuzado decapitando Sotloff.

O caso James Foley

No dia 19 de agosto, o Estado Islâmico divulgou o vídeo que mostra a morte do jornalista americano James Foley, em represália pelos ataques aéreos dos Estados Unidos contra forças jihadistas no norte do Iraque. No vídeo publicado na internet, o EI mostra um homem de capuz vestido de negro que parece cortar a garganta do jornalista.

Bookmark and Share