Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

  • 02/09/2014
  • 16:40
  • Atualização: 20:34

Corsan prevê retorno da água durante a madrugada no Vale do Sinos

Cerca de 250 mil pessoas estão sem abastecimento desde segunda-feira

Cerca de 250 mil pessoas foram prejudicadas por um ato de vandalismo | Foto: Stephany Sander / Especial CP

Cerca de 250 mil pessoas foram prejudicadas por um ato de vandalismo | Foto: Stephany Sander / Especial CP

  • Comentários
  • Stephany Sander / Correio do Povo

A expectativa da Corsan é de que a troca do transformador queimado na segunda-feira e que abastece o sistema de captação de água de Campo Bom e região seja substituído até as 19h. Assim que a substituição seja efetiva, o abastecimento voltará gradativamente, a partir das 22h, primeiro na região central de Campo Bom e depois nas áreas mais altas da cidade, assim como para Sapiranga, Portão e Estância Velha. Para amenizar a situação, a companhia colocou cerca de 15 caminhões-pipa à disposição de hospitais e escolas nos quatro municípios atingidos.

Cerca de 250 mil pessoas estão enfrentando a falta de água em Campo Bom e nas outras três cidades. A interrupção começou por volta das 23h da noite de segunda-feira.

Conforme o chefe de Operação da Corsan de Campo Bom, João Inácio Martin, o sistema é composto por três adutoras, captando cerca de 600 mil litros de água por segundo. Com o dano, o transformador precisou ser substituído por um equipamento de outra unidade.

“Nem sei dizer quanto custaria um novo transformador, mas o maior prejuízo é a população que está tendo, com certeza. Por sorte, a Corsan tem alguns equipamentos como este sobrando, então, receberemos um da unidade de Canoas”, afirmou Inácio.

Bookmark and Share