Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 04/09/2014
  • 07:39
  • Atualização: 12:10

África do Sul nega visto ao Dalai Lama para cúpula dos Nobel

Permissão prejudicaria relação do país com China

Dalai lama é considerado separatista perigoso por Pequim | Foto: Daniel Bockwoldt / AFP / CP

Dalai lama é considerado separatista perigoso por Pequim | Foto: Daniel Bockwoldt / AFP / CP

  • Comentários
  • AQFP

A África do Sul negou novamente um visto ao Dalai Lama para comparecer à cúpula dos prêmios Nobel em outubro
na Cidade do Cabo, informou nesta quinta-feira um porta-voz do chefe espiritual tibetano, mas o ministério das Relações Exteriores sul-africano desmentiu estas informações.

O governo sul-africano "me informou por telefone que não poderá conceder este visto porque prejudicaria as relações entre China e África do Sul", declarou Nangsa Choedon. Mas o porta-voz do ministério das Relações Exteriores sul-africano, Clayson Monyela, negou no Twitter. "A embaixada na Índia recebeu um pedido de visto do dalai lama. O pedido está sendo tratado segundo o procedimento correspondente. Não foi rejeitado", tuitou.

O líder espiritual tibetano, prêmio Nobel da Paz 1989, é considerado um separatista perigoso por Pequim. A África do Sul forma parte junto com a China do grupo dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), integrado pelos países emergentes mais poderosos do planeta.

Bookmark and Share