Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 04/09/2014
  • 07:42
  • Atualização: 07:48

Encontro reúne especialistas em tratamento contra ebola na Suíça

OMS informou que vírus ameaça mais de 20 mil pessoas na África

  • Comentários
  • AFP

Cerca de 200 especialistas se reúnem nesta quinta e sexta-feira em Genebra para fazer um balanço sobre os tratamentos experimentais contra o vírus do ebola, que se propaga em alta velocidade no Oeste da África e, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ameaça mais de 20 mil pessoas.

Os especialistas, reunidos a portas fechadas em um hotel perto do aeroporto de Genebra, analisarão "as possibilidades de produção e utilização destes tratamentos" experimentais, informou OMS, que convocou a reunião.

O principal objetivo da reunião é "informar as autoridades regulamentares nacionais sobre a situação dos produtos suscetíveis de ser utilizados e favorecer os contatos entre os países afetados e os fabricantes", acrescentou.

Segundo a OMS, o avanço dos casos do vírus do ebola na África Ocidental "não tem precedentes por seu alcance e complexidade e pela carga que representa para os sistemas de saúde".

Quase 2 mil mortos


No último balanço, divulgado nessa quarta-feira, a diretora-geral da organização, Margaret Chan, informou sobre mais de 1,9 mil mortos de um total de 3,5 mil casos. Na semana passada contabilizava 1.552 falecidos de 3.069 casos.

Para combater o vírus vários métodos estão sendo desenvolvidos, como produtos sanguíneos, terapias imunológicas, medicamentos ou vacinas, mas até o momento nenhum deles foi homologado para um uso padrão.

Em agosto, um grupo de especialistas reunidos pela OMS considerou ético que nas circunstâncias particulares atuais e sob condições estes métodos sejam propostos como tratamentos potenciais, embora ainda não se saiba se são realmente eficazes.

Bookmark and Share