Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 04/09/2014
  • 11:24
  • Atualização: 11:31

Laudo pericial levou a suspeito de matar jornalista em Canoas

Delegado destacou que álibi de homem encontrado no Paraná era falso

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

O principal suspeito do assassinato do jornalista Fabiano Cardoso em Canoas, em maio deste ano, foi encontrado nessa quarta-feira na cidade de Francisco Beltrão, no Paraná. De acordo com o delegado Thiago Lacerda, a Polícia Civil só chegou ao homem graças ao laudo pericial, que identificou as impressões digitais presentes no banco do motorista, onde Cardoso estava no momento do crime. A informação foi divulgada nesta quinta, em entrevista coletiva. "Tivemos um retorno positivo do laudo pericial e chegamos até ele através das impressões, que ficaram no banco do motorista e na porta do carro que era do jornalista", relatou Lacerda.

O delegado esclareceu que ao consultar os dados do Instituto Geral de Perícia (IGP), os policiais perceberam que o álibi usado pelo suspeito era falso. "Ele afirmou para nós que estava em uma festa no dia do crime e até chamou testemunhas que comprovaram a presença dele. Só que o evento ocorreu no dia 3 de maio e não no dia 1º, como ele havia afirmado", argumentou Lacerda.   

Conforme Lacerda, a Polícia Civil iniciou as investigações e utilizou câmeras de monitoramento que flagraram a tentativa de assalto. "Depois disso, realizamos buscas na casa do suspeito e encontramos um abrigo muito semelhante ao que foi utilizado no crime. Uma arma do mesmo modelo utilizado no latrocínio foi apreendida em julho, quando ele participou de uma tentativa de roubo em Porto Alegre", explicou. 

O crime

Fabiano Cardoso foi morto a tiros em uma tentativa de assalto. Dois homens abordaram o jornalista para roubar o carro que dirigia. Ao tentar fugir, a vítima foi baleada. Ele ainda tentou buscar socorro, mas foi encontrado por moradores já sem vida, dentro do veículo, estacionado na avenida Santos Ferreira.

Servidor de carreira da Prefeitura de Porto Alegre, Fabiano Cardoso atuou como coordenador do setor de monitoria da Comunicação Social e também na Secretaria Municipal da Cultura. Ele também era coordenador do atendimento à imprensa no Acampamento Farroupilha e no Carnaval, entre outras atividades, exercendo desde 2012 a chefia de Comunicação Social da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov). Cardoso também foi repórter da Rádio Guaíba, na primeira metade dos anos 2000.
 
* Com informações dos repórteres Marco Aurélio Ruas e Jerônimo Pires

Bookmark and Share