Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 04/09/2014
  • 16:38

Suspeito de enviar bombons envenenados fica calado diante de delegada

Policial foi até a penitenciária de Erechim onde o homem está preso para colher seu depoimento

  • Comentários
  • Ananda Müller/Rádio Guaíba

O suspeito de envenenar bombons e enviá-los pelo Correio a Viadutos, no Norte do Estado, esteve diante da Polícia Civil na tarde desta quinta-feira mas se reservou ao direito de permanecer em silêncio. A delegada Diana Zanatta, que assumiu o caso, afirmou que a equipe de investigação foi até o presídio da cidade vizinha de Erechim, onde o suspeito está preso, mas não conseguiu obter o depoimento do homem. Como havia feito no momento da prisão, ele permaneceu calado, sem detalhar o que pode ter ocorrido no caso dos doces que, após ingeridos, causaram a morte de um homem de 42 anos. Mesmo sem falar nada, a delegada destacou que há provas suficientes para comprovar a participação dele no crime.

O pacote envenenado foi enviado pelo suspeito de Erechim para a cidade de Viadutos, onde mora a sua ex-namorada. Os bombons foram retirados na última quinta-feira na agência dos Correios de Viadutos pelo irmão da destinatária. O homem abriu o pacote, encontrou os bombons e decidiu consumi-los, oferecendo-os também a um colega e a um cliente da oficina mecânica onde trabalha. O mecânico Álvaro Antônio Duarte, de 42 anos, que ingeriu um dos bombons, passou mal e acabou falecendo. Os outros dois homens foram hospitalizados e já tiveram alta.

Bookmark and Share


TAGS » Polícia, Erechim